segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Moralistas sem moral

01
Tem um Cunha achacador,
Mais um Serra privateiro,
Um cheirador bravateiro,
Um Neymar sonegador,
Agripino, um coletor
De propina de quintal,
Datena, Jabor, Merval...
Essa cruel legião,
Dilma chamou com razão
MORALISTAS SEM MORAL
   
02
Bolsonaro, um nazistoide,
Estúpido e provocador,
Homofóbico, estuprador,
Um grande bostiocroide...
João Dória metido a Lloyd
Nunca caiu na real,
Malafaia um marginal
Vendendo Cristo a varejo,
Nesta cambada eu só vejo
MORALISTAS SEM MORAL
   
03
Doutora Míriam Porcão,
Gentille sem gentileza,
Alexandre sem grandeza
E Arnaldo JaBORRÃO,
Tem Ana Brega e Faustão,
Waack e Bonner global,
Na escória do jornal
Lauro Jardim segue impune
Diabo espalha e mídia une
MORALISTAS SEM MORAL
   
04
FHC do Apagão
Que tem a boca godê,
Fez o PSDB
Para vender a nação...
Comprou a reeleição,
Tentou vender o pré-Sal,
Lambe-chão de general
Atrás de golpes e engodos
Chefe da gangue de todos
MORALISTAS SEM MORAL
   
05
Imbassahy dos milhões
Do Metrô de salvador,
Flexa Ribeiro, impostor
Que fraudou licitações,
Aloysio Palavrões
Contra blogueiro e jornal,
Das fazendas de um real
E Caiado, escravocrata...
Cretinos, reis da bravata,
MORALISTAS SEM MORAL

06
Lobão Bobão delirante,
Fábio Júnior, o canastrão;
Um tal Caio Castração
E Roger, o Ultrajante;
José Mayer, o bandeirante
Queima o símbolo nacional
E a senhora feudal
Regina Medo Duarte
Confundem fascismo e arte,
MORALISTAS SEM MORAL
   
07
Quem financia o Cunhão
Será empresário sério?
A Líder Taxi Aéreo
Corumbá Mineração,
Iguatemi, Bradescão,
Coca e Rima Industrial,
Santander e Pontual
São, além de exploradores
E grandes sonegadores
MORALISTAS SEM MORAL
   
08
Playboy de Copacabana
Senador falso e sem brio
Trocou Minas pelo Rio,
Bate em mulher, bebe cana,
Pras próprias rádios deu grana,
Voador oficial,
Cheira bem e fede mal
É doido por microfones
E é rei dos brancaleones,
MORALISTAS SEM MORAL
   
09
Um Cunha desacunhado,
Por quem não tem mais quem torça,
Um Paulinho que com Força
Forçou cofre, é processado
Um Cassio que é caçado,
Mendoncinha um imoral
Com cara de canibal...
Esses pirros sem vitória
Serão pra os anais da História
MORALISTAS SEM MORAL
   
10
Golpistas da bandalheira,
Reis do achaque e das mutretas,
Um paiol de picaretas
Larápios de fim de feira
Desses que batem a carteira
E chamam o policial...
A alma nacional
Não aceita rebordosas
De tantas almas sebosas,
MORALISTAS SEM MORAL

FotoLegenda